Assembleia Geral Ordinária 2019

Foto Matéria 2 - POS-AGO_FNCC-19

A FNCC reuniu, no último dia 21, Diretoria e cooperativas federadas para realização da Assembleia Geral Ordinária 2019, que apresentou o exercício de 2018 e os planos para esse ano.
O Diretor Presidente da Federação, Wanderson de Oliveira, abriu o evento com as principais conquistas do ano de 2018, ressaltando a nova sede, a entrada de três novas federadas e a presença da FNCC em eventos importantes para a representatividade política da entidade. “A Assembleia Geral é muito importante para compartilhar os resultados com nossas federadas. Por isso, trabalhamos para que se torne melhor estruturada a cada ano.
Essa é a segunda vez que produzimos nosso relatório de gestão, um material pertinente para o entendimento das ações por parte das singulares. É importante que sejamos exemplo para elas, e somos comprometidos com a ética e a transparência nas nossas demonstrações”, comenta Wanderson.


Conquistas 2018

“Uma das ações mais importantes: a conquista do nosso espaço”.

O Presidente começou a apresentação comemorando a nova sede da FNCC.
“Conseguimos um lugar de fácil acesso e sem comprometer o orçamento da Federação”.

O registro da marca FNCC e a entrada de três novas cooperativas – Cooperativa Abril, CoopOwens e COOPUNESP – foram outros feitos do ano tratados na Assembleia.
Além disso, Wanderson ressaltou a importância da presença da Federação em eventos como o CONCRED e o C3 – para aumento da representatividade política da Federação. “Esses eventos são sempre uma excelente oportunidade de apresentar nossas boas práticas e criar contatos estratégicos”.


Prestação de contas

“O ano de 2018 fechou com excelentes números, e isso é significativo não só para aFNCC, mas principalmente para nossas federadas”, comenta Ivo Lara, logo no início da prestação de contas do ano.

As despesas realizadas no ano foram inferiores aos valores previstos em orçamento, resultando em sobras superiores e um crescimento de 232% no patrimônio líquido no intervalo dos últimos dois anos.

O indicador de consultorias técnicas e jurídicas apontou um crescimento tanto em consultas quanto em excelência: em 2018, foram 104 consultas, sendo 67% delas avaliadas como “ótimas”. A Ouvidoria também se mostrou eficiente, com um número cada vez menor de reclamações e informações. “Isso é sinal de que as cooperativas estão entendendo o conceito de Ouvidoria e que os feedbacks recebidos por ela estão fazendo-as crescer”, comemora Ivo.

Na votação da matéria, o Balanço Patrimonial e as Demonstrações de Resultado foram aprovados por unanimidade, assim como o Planejamento Orçamentário.


Destinação das Sobras Líquidas

Duas propostas para destinação das sobras líquidas foram colocadas para votação. A primeira, sugeria que houvesse uma equiparação entre o FATES e a reserva legal:
50% do valor para cada. Já a segunda, propunha 40% para a reserva legal e 60% para o FATES.

A segunda proposta venceu por maioria de votos.


Honorários da Diretoria

A fixação de valores de honorários da Diretoria, bem como cédulas de presença aos membros do Conselho Fiscal, foi colocada em votação e, considerando o histórico da Federação a longo prazo e a responsabilidade e dedicação exigidas da Diretoria e Conselho Fiscal, a proposta foi apresentada e aprovada por unanimidade pela AGO.


Formação, capacitação e projetos sociais

O Diretor Administrativo, André Brone, apresentou os eventos e campanhas realizadas pela FNCC durante o ano, sempre com foco na capacitação e formação de pessoas, com destaque para os workshops e campanhas com direcionamento social.


Planejamento para 2019

A Coordenadora Sani Silva fechou o evento, falando dos planos da Federação para o ano de 2019, apresentando as ações dos sete eixos do planejamento estratégico. “Precisamos buscar maior representatividade política, apresentando a robustez e a seriedade das ações da Federação”, comenta Sani.